Perícia Judicial e Extrajudicial

Atuo nas áreas Judiciais e Extrajudiciais como Perito em Linguística Forense, Grafotécnica e Documentoscopia para realização de Laudos Periciais ou Pareceres Técnicos nas lides de Detecção de Plágio, Identificação de Autoria, Identificação de Falante, Análise do Conteúdo do Discurso, Comparação de LocutorPerfilamento Linguístico, identificação de assinaturas falsas, identificação de alterações em documentos, determinação de autoria de assinatura e escrita, identificação de falsificação em documentos, contratos, cheques, notas promissórias etc. Atuação como assistente técnico judicial na Elaboração de quesitos, acompanhamento dos trabalhos do perito judicial, manifestação ao laudo judicial e produção de laudos complementares.

Do que se trata?

As Ciência Forenses se caracterizam por ser um conjunto de princípios e técnicas que permitem a reconstrução de evidências, a identificação de autores, a recuperação de circunstâncias e a reprodução de contextos. Através de análise do material obtido por profissionais de tais ciências, investigadores e profissionais da segurança e da justiça podem formular hipóteses amparadas por metodologias científicas de forma a solucionarem crimes, facultando uma ação da Justiça de maneira mais isenta, apurada e com credibilidade. Seus métodos qualificadores se estabelecem, de forma geral, por fases de coleta, estudo e interpretação de vestígios do fato criminoso, produzindo, a partir delas, provas para instrução do processo penal. Ou seja, é função das Ciências Forenses a produção de provas de inegável caráter científico, visando a obtenção de informações úteis para uma disputa judicial.

A Linguística Forense é a ciência que se utiliza dos métodos e conceitos da Linguística Aplicada, e de forma específica da Análise do Discurso, em contextos legais, para produzir evidências que auxiliem na investigação criminal. Através de seus métodos é possível traçar perfis linguísticos de quem produziu determinado texto escrito ou falado e assim estabelecer sua idade, origem, escolaridade, classe social, gênero e outras informações que permitam identificar o autor real daquela peça. A Linguística Forense pode ser empregada para a detecção de plágio acadêmico ou literário, resolução de casos de roubo de propriedade intelectual como trabalhos acadêmicos, obras literárias, letras de música; para a desambiguação de textos complexos em contratos que podem provocar enganos e prejuízos morais e/ou materiais, além de permitir a identificação de falantes por meio da análise fonética forense em registros fonográficos de ligações telefônicas, mensagens de áudio e outros.

A Grafotécnica é um procedimento técnico que consiste na análise da grafia em assinaturas e outros tipos de escrita manual com o objetivo de aferir a autenticidade de assinaturas em um documento, ou de identificar a autoria de um dado grafismo. A grafotécnica permite verificar assinaturas em documentos, ou a grafia em um documento anônimo para identificar a autoria por meio de análise de compatibilidades; detectar alterações em documentos, como substituições, emendas, supressões e rasuras; identificar se o autor de uma determinada peça foi coagido a produzi-la, além de indicar alterações provocadas por doenças, alterações emocionais intensas, uso de drogas ou se alguém guiou a mão do autor durante o processo de escrita; recuperar documentos danificados, raspados, queimados ou molhados, textos cobertos por tintas ou corretores e identificar fraudes como assinaturas em folhas em branco, substituição de folhas encadernadas ou uso de tintas invisíveis.

Documentoscopia é a área da Criminalística que estuda e analisa documentos com o objetivo de verificar sua autenticidade e/ou verificar sua autoria (IN: VELHO et.al, 2012). Mas, diferentemente da Grafotécnica, a documentoscopia forense não se satisfaz apenas com a prova da ilegitimidade do documento, mas procura determinar quem foi o autor da fraude e os meios que foram empregados. O objeto da análise são documentos que possuam ou não elementos de segurança, como selos, hologramas, marcas d’água, microletras etc. E os documentos mais frequentemente analisados são cheques, cédulas, RGs, passaportes, contratos, recibos, notas fiscais, certidões, documentos fiduciários entre outros. As perícias documentoscópias recorrem à aplicação metodológica de uma série de técnicas analíticas, na maior parte das vezes não destrutivas, entre elas a grafotécnica, a mecanografia, exame de selos, tintas, suportes, instrumentos gráficos, moedas metálicas, papel-moeda, obras de arte etc.

O Perito Judicial é nomeado apenas pelo juiz para atuar como perito do juízo, contudo, é possível para as partes contratarem seus próprios peritos para atuarem como Assistentes Técnicos, auxiliando os advogados no esclarecimento do laudo pericial e na formulação dos quesitos.

Extrajudicialmente o perito pode atuar antes dos processos, realizando perícias com o objetivo de verificar a viabilidade de um processo ou mesmo de auxiliar as partes, fornecendo pareceres técnicos que podem abreviar o tempo do processo judicial.

A Linguística Forense serve para:

Quais Serviços Periciais são prestados?

Perícia em Linguística Forense

Perícia Grafotécnica e Documentoscópica

Elaboração de Laudos Periciais e Pareceres Técnicos em Linguística Forense

Oferecemos a nossos clientes a elaboração de diferentes tipos de perícias linguísticas, de acordo com os protocolos estabelecidos pela Linguística Forense, a Estilometria Forense e a Linguística de Corpus, disciplinas relativamente recentes, porém, cuja fiabilidade metodológica já foi suficientemente provada e testada pela comunidade científica. Trabalhamos com diversas ferramentas e softwares de análise linguística com tecnologia de ponta. Em nossos pareceres, seguimos estritamente o código de conduta da Internacional Association of Forense Linguists – IAFL.

Para quem prestamos serviço?

Tribunais

Advogados e
Escritórios de Advocacia

Universidades e Instituições de Pesquisa

Empresas

Seguradoras e Companhias
de Análise de Fraude

Editoras

Particulares

Política de Confidencialidade

0 %
Confiança
0 %
Discrição
0 %
Confidencialidade